Semear para colher.


Ondas do futuro


Recentemente, comemorou-se o Dia Mundial da Criança. A Nazaré viveu-o de forma muito especial! É que a nova empresa da praça de toiros realizou um espectáculo matinal, em que jovens alunos da Escola de Toureio José Falcão, sob a orientação do matador José Júlio, lidaram excelentes reses da Ganadaria de Manuel José da Úrsula.
E, no final, foi a vez de dezenas de crianças saltarem das bancadas onde estavam com as famílias, para experimentarem, diante de uma pequena bezerra, a sensação das investidas. Ajudados pelos referidos alunos e também pelo jovem matador Luís Procuna, que chegou a levar ao colo os candidatos mais pequenitos.
Foi uma maravilha, aquela manhã de 1 de Junho na Nazaré. Ondas de Bravura se chama a empresa de Manuel Tavares da Silva; ondas de futuro é o que eu chamo àquele mar de ilusões que as crianças viveram!
Falando de crianças, Arruda dos Vinhos também continua a fazer história. A Tertúlia ‘O Periquita’ e o Externato Alberto Faria levaram a cultura taurina, mais uma vez, aos jovens alunos, promovendo a tauromaquia, em momento de importante defesa da mesma. Um assunto a que voltaremos, dada a excelente dimensão e o significado do que ali se viveu.


Maurício do Vale no Correio da Manhã

Pin It

2 comentários: