General sem tropas reunidas em seu redor!


Separados à nascença?

Netcabo


Entrega de Esmeralda será feita por sorteio.


O Tribunal de primeira instância de Torres Novas decidiu contrariar a decisão do tribunal da Relação de Coimbra, que ditava a entrega imediata de Esmeralda Porto ao pai biológico, Baltazar Nunes. De acordo com a ordem judicial, a entrega da menina de seis anos será realizada por sorteio a ser transmitido em directo dia 15 de Junho, em canal aberto, logo após os comentários de Rui Santos sobre o jogo do Euro 2008, Suiça-Portugal. A juíza que dirige o processo, Sílvia Pires, decidiu que o sorteio será apresentado por Marisa Cruz e que serão colocados 50 mil papéis com os nomes de Baltazar Nunes e Luís Gomes em quantidades iguais dentro de uma tômbola. O resultado do sorteio será juridicamente irreversível sendo que Esmeralda, que estará sentada ao lado do governador civil, será imediatamente entregue ao premiado depois de uma breve flash interview.

Vieira lança colecção oficial de lenços para chorar "SL Benfica".


Luís Filipe Vieira está a aproveitar a actual crise de resultados do Benfica para aumentar as receitas com o merchandising. Os lenços oficiais do Sport Lisboa e Benfica são feitos de seda 100% natural e já estão à venda nos locais habituais. Segundo dados disponibilizados pelos responsáveis benfiquistas, os lenços têm tido enorme aceitação por parte dos adeptos, já que servem para limpar as lágrimas, assoar e ainda acenar para pedir a demissão da actual equipa técnica e a realização de eleições antecipadas, tendo-se registado picos de vendas após a goleada sofrida pelo Benfica em casa, frente à Académica, e o recorde de 100 mil lenços vendidos após o dérbi dos 5-3. Tal como as camisolas, também é possível escolher o lenço bordado com o número e o nome do jogador do Benfica que mais faz os adeptos sofrer, sendo que o mais vendido tem sido o Luís Filipe em tamanho XXL.

Baile das Rosas


O Grupo Desportivo Arenense organiza o Tradicional Baile das Rosas, no dia 03 de Maio à noite em Santo António das Areias.
Este baile conta com a actuação do duo Abilio e Carrilho e terá lugar na sala nº 1 do Grupo Desportivo Arenense.

Novo Championship Manager: Versão portuguesa permite contratar Maria José Morgado.


A versão portuguesa actualizada do clássico jogo de computador está cada vez mais realista nos pormenores extra-futebol. O jogador, caso escolha ser manager do Benfica, terá opções exclusivas que não encontrará em mais nenhuma equipa, como a contratação de Carolina Salgado, opção que já existia na versão do ano anterior, e a grande inovação deste ano, a hipótese de criar impacto futebolístico e judicial com a contratação de Maria José Morgado para assumir a coordenação da investigação do Apito Dourado. Segundo testemunhos de quem já experimentou o simulador, o jogo apresenta uma semelhança quase aterradora com a realidade, ou seja, é indesmentível que a contratação da Magistrada é positiva para o Benfica porque produz enorme instabilidade no clube do Norte, desgasta em larga escala a imagem do seu presidente e cria um ambiente de medo que leva os árbitros a recearem favorecer o FC Porto. Ainda assim, é insuficiente para a equipa do Benfica ganhar campeonatos.

Bloco de Esquerda quer liberalização do tuning leve.

O Bloco de Esquerda juntou-se a centenas de automobilistas na manifestação ocorrida no Parlamento, em Lisboa, para exigir a legalização das modificações nas suas viaturas. Segundo o BE, o crescimento do tuning e do street racing em Portugal deve-se à repressão social e à criminalização cega de todas as modificações, esquecendo as políticas de prevenção e de redução de riscos. “É hediondo que um cidadão que coloque jantes de 18 polegadas, pneus na medida 245/40 R18 no eixo frontal e 275/35 R18 no eixo traseiro, tubagens em inox, um inocente e humilde subwoofer e suspensão Koni Sport tenha o mesmo tratamento que um indivíduo que mete um intercooler no motor, modifica todo o interior do carro com recurso a carbono e dota o seu Renault Clio de um motor de 600 cavalos e velocidade máxima de 300 km/h. Para acabar com o Street Racing, é urgente legalizar o tuning leve”, afirmou Louçã.

Assalto à 35ª esquadra.

Depois das escolas e das histórias da violência chegou a hora das esquadras. É fantástico como parece que certas situações se tornam notícias, os casos aparecem em catadupa. Depois de um grupo de homens ter invadido uma esquadra em Moscavide e agredido um homem que aí se tinha refugiado por só haver um policia de serviço, já se fala do que aconteceu em Beja, no Porto e não tenho duvidas que durante os próximos dias os casos se vão multiplicar. Hão-de vir o Procurador, o Prós e Contras, a enxurrada de comentadores até que o assunto deixe de ser notícia, entre no esquecimento e tudo fique na mesma. Quem ouça, pode pensar que durante um mês houve assaltos a gasolineiras, noutro ouve violência nas escolas, noutro foram assaltadas caixas Multibanco, noutro morreram doentes em ambulâncias e agora começaram a haver problemas de falta de pessoal e violência dentro das esquadras. Errado, tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é o nosso fado. Errado é estes assuntos serem empolados, transformados em notícias sensacionalistas para depois tudo voltar ao normal, ou seja todos os males e todos os erros se mantenham sem que nada se faça.

wehavekaosinthegarden.blogspot.com


Como a China desinforma.

Eis os monges que têm sido responsáveis pela violência em Lassa! Foto de militares chineses preparando-se para trocar os seus uniformes por vestes de bonzos tibetanos.

Continência aos gostos femininos.


A já mundialmente célebre ministra da Defesa espanhola, Carme Chacón, continua a sua intensa campanha de relações públicas (Bono, um profeta dos nossos tempos, disse que ficou comovido com a foto de uma grávida a passar revista às tropas) e de reeducação do povo masculino nos valores que ela julga preferíveis.Agora resolveu proibir o acesso electrónico desde todos os quartéis espanhóis aos jornais desportivos, revista ‘Interviú’,alguns sites de compras como o ‘Ebay’. E, também, aos blogues.
Percebem-se bem os motivos - como ela não gosta, os seus subordinados estão proibidos de ver. Ou seja, autoritarismo à moda mais antiga e caduca. Que, para modernices, bastam as fotos.

Festas em Porto da Espada 2007



Acordeon a duas mãos.


O Chico estava cheio de frio...

G.N.R. no Pavilhão Atlântico

Os camaradas bebiam umas "mines" antes do concerto...
Para além das "mines" não faltaram as febras na brasa...

Ainda Rui Reininho passeava pelos bastidores do Pavilhão Atlântico já a "malta da pesada" se preparava para o evento. Como é tradição nestes concertos de rock, muitos dos fãs das bandas que iam subir ao palco, bebiam avidamente cerveja enquanto esperavam o início do espectáculo. Alguns, já visivelmente embriagados, não paravam de gritar a plenos pulmões "GNR, GNR, GNR" enquanto outros pulavam de alegria agitando lanternas encarnadas. Falei com um grupo de amigos que se tinham deslocado de um quartel em Trás-os-Montes propositadamente para esta ocasião. Tinham viajado várias horas mas não se mostraram cansados...pelo contrário afirmaram: "É um sonho que se tornou realidade, desde que entrei para esta força de segurança sempre acalentei o desejo de os ver em palco. Sim, viemos de longe e o jipe é pouco confortável mas como já "aviámos" duas grades de mines cada um a malta aguenta a estafa..."

Campeão Nacional

O Sporting renovou, na tarde de domingo, o título máximo do ténis de mesa português, ao bater, o São Roque, por 4-3, na «negra» disputada na casa do emblema madeirense.
Os «leões», que estiveram em desvantagem por 1-2 e 2-3, acabaram por operar a reviravolta na sequência do triunfo na variante de pares, a que se seguiram as vitórias de Ye Minghui, ante Zhou Yu, e de Ricardo Filipe sobre Énio Mendes. Mais um marco histórico para o ténis de mesa «leonino».

A união não fez a força...

Na deslocação a Leiria, o Sporting não conseguiu aproveitar o empate do Guimarães, em Coimbra, sofrendo uma derrota por 4-1 – um resultado construído nos primeiros 20 minutos da primeira parte e nos últimos 10 minutos da etapa complementar. A equipa revelou-se incapaz de impôr o seu futebol devido a alguma falta de atitude e pela sobrecarga de jogos das competições europeias e da Taça de Portugal. Foi penoso assistir ao jogo.

No estádio do Dragão, os rivais da Luz prolongaram o seu "calvário", totalizando assim, 10 golos sofridos em apenas 3 jogos. O Benfica entrou em campo, não para ganhar o jogo mas, para evitar uma goleada. Cumpriram o objectivo.

Só eu sei...

Já está! Estamos na final do Jamor.
O Estádio José Alvalade viveu uma das noites mais emocionantes da sua curta história, com o Sporting a dar a reviravolta de 0-2 ao intervalo para os 5-3 com que garantiu a presença no Estádio do Jamor. Yannick, por duas vezes, Derlei, Liedson e Vukcevic deixaram as bancadas perto do êxtase.

A paixão pelo futebol alimenta-se destes jogos. A rivalidade entre estes dois emblemas também, com os sportinguistas a renovarem os seus votos de amor ao Clube nos gestos técnicos vitoriosos de Yannick, por duas vezes, Derlei, Liedson e Vukcevic. Numa noite épica, os perto de 40 mil espectadores que estiveram em Alvalade garantiram o direito de contar este jogo aos seus netos de uma forma apaixonada, porque estes noventa minutos vão directamente para a galeria dos Sporting-Benfica mais inolvidáveis destes quase 100 anos de confrontos.

Com Miguel Veloso a defesa-central – por impedimento físico de Polga e de Gladstone – Adrien Silva ocupou o vértice inferior do losango da equipa de Paulo Bento, que encontrou um opositor amontoado em 4x5x1, em mais uma edição das tácticas defensivas em Alvalade, já que, como os resultados este ano no Estádio da Luz tão bem exemplificam, esta é uma equipa que se comporta como as ditas «pequenas», revelando enormes dificuldades em assumir – como uma equipa grande o deve fazer – o jogo e atacar seja em que palco for.

O Sporting começou melhor, com duas oportunidades de golo, por Liedson (3 m) e Tonel (6 m), mas foi o Benfica, por Rui Costa (20 m) a inaugurar o marcador, seguindo-se, depois, um teste à paciência «verde e branca», na circulação de bola pelos corredores em busca de espaços para materializar a igualdade. Porém, na segunda incursão encarnada à área de Rui Patrício, o Benfica voltou a marcar, num cabeceamento de Nuno Gomes (30 m), aumentando ainda mais o grau de dificuldade para os «verdes e brancos», bem como a injustiça no resultado, «cheirando a Taça» no final dos 45 minutos.

O Sporting voltou dos balneários com crença e atitude, «alugando o seu meio-campo», já que a bola por nunca lá passava. João Moutinho rematou à barra (60 minutos) no início da «remontada» - com Izmailov e Derlei em campo nos lugares de ADrien Silva e de Romagnoli – em que Alvalade sempre acreditou: Yannick Djaló (68 m), Liedson (76 m), Derlei (79 m), Yannick Djaló (85 m) e Vukcevic (90 m) trouxeram justiça à uma equipa que actuou, nos últimos 45 minutos, a grande velocidade e merecendo, de forma inequívoca, a passagem à final do Jamor, onde vai encontrar o FC Porto.

Hoje é dia de Derby.

«Liga da Verdade»: Sporting o mais prejudicado.
Segundo o artigo «Liga da verdade», do jornal «Record», o Sporting é o clube – que luta pelos lugares cimeiros – mais prejudicado na actual edição do campeonato nacional, com quatro pontos negativos, em relação à pontuação que deveria ter no final da 26.ª jornada.O Paços de Ferreira, com seis pontos negativos, lidera esta classificação – que peca por escassa, já que não foram contabilizados outros encontros em que o Sporting terminou os 90 minutos sem os pontos devidos, como aconteceu no empate a zero no Estádio da Luz, onde ficaram duas grandes penalidades por marcar a favor dos «leões», cometidas por Katsouranis, que, depois, veio admitir uma delas – que analisa quatro partidas em que a equipa de Paulo Bento interveio, sendo prejudicado nas recepções à U. Leiria e Benfica e na visita a Setúbal. O único jogo em que existiu benefício foi o ponto frente ao Setúbal em Alvalade.

Comidas de Azeite 2008

João Alberto muito animado acompanha a música com palmas.

O Mestre Carrilho e o Miguel.

O nosso vereador Pedro Sobreiro e os animadores da festa (Miguel és o maior).

Santo António das Areias-26 de Abril.

Irá realizar-se em Santo António das Areias um Festival Taurino de Beneficência, no dia 26 de Abril, inserido na tradicional Festa de São Marcos. O evento terá lugar na Praça de Touros, pelas 17 horas e contará com a presença dos cavaleiros Joaquim Bastinhas, Tito Semedo, Sónia Matias, Tiago Pamplona e dos cavaleiros praticantes Marcos Tenório e Tiago Carreiras. Serão lidados 6 Toiros da ganadaria Casa Agrícola Avó. As pegas estarão a cargo de três grupos de Forcados, Amadores Portalegre, Amadores de Monforte e Académicos de Elvas. Abrilhanta o Festival a Banda da Sociedade Filarmónica Veirense.
Neste Festival Taurino comemoram-se os 25 anos de Alernativa do Cavaleiro Joaquim Bastinhas.
À noite a animação estará a cargo de José Lito Maia e o grupo de sevilhanas "Alma Raiana".

Vermelhices III



Podemos dormir descansados.

Portugal é, finalmente, um país decente: começou a julgar os seus activistas de Extrema-Direita, portanto, podemos dormir descansados, porque a Corrupção, o Tráfico de Armas, a Pedofilia, o Branqueamento de Capitais, sei lá... eu costumo ter a lista memorizada, mas hoje estou meio alzheimerizado, de maneira que ficam só estes.
Espero que estejam a comparecer perante juízes austeros, como aqueles que puseram na rua o Pedroso, o Valentim Loureiro, a Felgueiras e o taxista que matou quatro crianças numa aceleração copofónica do Porto. Dizem, que eu ando sempre fora dessas cenas, e só sei dos telejornais porque me contam uns resumos satirizados, que o Mário Machado estava a ser julgado, entre outras coisas,
por ter chamado "macaco a um preto". Ora, eu isso acho grave, porque nunca tinha ouvido, ao longo dos meus 32 anos, chamar, em Portugal, preto a um macaco, perdão, macaco a um preto. O Português da rua, pessoa conhecida pela sua pacatez e elegância de expressão, seria incapaz de dizer "preto de merda", "monhé do caralho", "escarumba nojento", "chinoca", "filho da puta do cigano"... não, que me lembre, nunca ouvi, portanto, é preciso dar neles, já, e exemplarmente.
O Machado parece que tinha umas armas em casa, mas, se vamos por esse caminho, devíamos ir à porta do "Eleven" pôr a ASAE a farejar o mesmo cheiro. Grave é que há, no meio disto tudo, uma acusação de homicídio, e o homicídio não é nada que costume acontecer em Portugal: a Noite do Porto e de Lisboa que o digam, nem aqueles ajustes de contas da "branca", das Mafias de Leste, ou das vinganças das Redes. Acontece que investigar um crime numa rede de tráfico é uma coisa muito complicada, porque pode começar-se a puxar por um nome banal, e, logo a seguir, começar a aumentar a pompa dos apelidos, o nível das profissões, e penetrar -- só deus e o Júdice saberão -- na própria Esfera da Política.
A Esfera da Política já estava estudada em Aristóteles: era o Motor Imóvel, cujo centro estava em toda a parte e o extremo em lugar algum (já estou a baralhar isto com um Medieval qualquer, mas não faz mal, adiante...), portanto, NUNCA se deve levar uma rede de tráfico de droga ao Tribunal, porque pode acontecer a pessoa acabar a chatear algum deputado, ou alguma reputada Sociedade de Advogados, ou algum dos próprios magistrados envolvidos na inquirição. Tráfico, ainda menos, porque as Grandes Obras precisam de grandes escravos -- o Cavaco que o diga, quando deixou vir o imigrante ilegal, mão-de-obra não registada, a viver em contentores, segurança social... népia, e o salário era de quando em vez, porque, senão, era o próprio patrão que denunciava o escravo ao SEF -- todavia, façamos uma pausa, e oremos: sem essa mão-de-obra escrava, de monhés, escarumbas, cabo-verdianos, ucranianos, brasileiros e "macacos" afins, nunca poderíamos ter beneficiado de coisas tão magistrais como a Ponte Vasco da Gama, o Centro Cultural de Belém, as Estradas da Morte e a célebre Expo, cujo prolongamento foram os Dez Estádios de Carlos Cruz e Sócrates, enquanto Secretário de Estado.
A Mota-Engil foi generosa, e deu ao ruminante tudo aquilo que ele tinha andado a ruminar, mas isso é outro assunto, e, hoje, só uma pontinha do icebergue.
Voltando atrás, eu acho que também devia ser julgado, porque havia uma gaja que eu conhecia, a quem chamávamos a "chimpanza": porque ela era branca, mas mas tinha a cara espalmada e os braços pendurados, como esses seres nojentos de Samatra, que deviam ser todos exterminados, porque têm pelo cor-de-laranja, como os pós-"punks", e têm os braços muito compridos. Algumas expressões deles até fazem lembrar o Vítor Constâncio, quando cerra os lábios para soletrar uma centésima. São quase humanos, mas não passam de macacos, mas a verdadeira razão de mais esta paródia pública, só o "Zangado" e a Câncio a sabem:
o Grupo de Mário Machado tinha uma lista de políticos a abater, coisa que eu também acho extraordinário, porque nenhum de nós, -- 10 000 000 -- quando certos nomes vêm à baila, e não é forçoso que as listas sejam coincidentes, nenhum de nós, dizia eu, nunca, jamais, em era alguma, soltou a célebre frase, "esse gajo, se eu pudesse, limpava-lhe o sebo!..."
Parece que, aparentemente, Mário Machado estava em vias de poder concretizar esse velho sonho nacional, e isso deixava os "Zangados" do nosso panorama borradíssimos de medo...

Vermelhices II




25 de Novembro no ensino, s.f.f.

Os professores estão ‘proibidos’ de chumbar os alunos mesmo quando estes não sabem escrever. Chumbar um aluno é um acto ‘reaccionário’ - eis a verdade absoluta que os burocratas e pedagogos do Ministério impuseram aos professores. Perante isto, os alunos deixaram de respeitar o professor. Naturalmente: já não é preciso ‘aprender’ para passar de ano.
Desde 1976, os pedagogos do Ministério trouxeram para a escola pública a infantilidade da moral marxista. Este marxismo aplicado à pedagogia só vê duas coisas: os maus/opressores (os professores) e os bons/oprimidos (os alunos). E qual é a autoproclamada missão destes pedagogos? Resposta elementar: libertar os alunos do jugo reaccionário dos professores (e dos pais). Durante trinta anos, este ‘eduquês’ marxista preparou aquilo que hoje vemos todos os dias nas nossas escolas: a ditadura da criançada (a versão brincalhona da ditadura do proletariado). O Ministério matou propositadamente a autoridade pedagógica e disciplinar dos professores.
No campo do ensino, Portugal ainda não saiu do PREC. Existe uma vanguarda marxista que tudo controla a partir do Ministério. Os professores deviam vestir a pele de comandos pedagógicos e fazer um 25 de Novembro na educação. E deviam fazer esse 25 de Novembro com o seguinte lema: ‘Escola pública não é sinónimo de ensino centralizado’. Os professores de Braga ou de Loures não devem obediência aos burocratas confortavelmente sentados na cadeira ideológica da Av. 5 de Outubro.

Madrid com intensa presença lusa.

A capital de Espanha e do toureio, recebe este ano uma das mais numerosas presenças lusas dos últimos anos, nos seus mais importantes certames taurinos. Em Las Ventas, a partir do próximo mês de Maio, serão seis as presenças portuguesas com realce para o confronto que terá lugar entre João Moura Caetano e João Moura Jr no dia 24 de Maio na segunda corrida de rejoneio. As outras presenças estão entregues a João Moura, Diego Ventura – duas tardes – e à ganadaria Palha.
Os cartéis são os seguintes:

- FEIRA DA COMUNIDADE –
Dia 1 de Maio: Novilhada com Picadores – Novilhos de Torres Gallego para Pajares, José Carlos Venegas e Abel Valls
Dia 2: Corrida de Toiros – Toiros de Valdefresno e Hnos Fraile Mazas para José Ignacio Uceda Leal, Sebastián Castella, Manuel Jesus “El Cid”
Dia 3: Novilhada com Picadores – Novilhos de Yerbabuena para Antonio Nazaré, Román Pérez e José Manuel Mas
Dia 4: Corrida de Toiros – Toiros de San Martin para Salvador Vega, Luis Bolívar e Morenito de Aranda, que confirma a alternativa
- FEIRA DE SAN ISIDRO –
Dia 8: Corrida de Toiros – Toiros de Martelilla para Antón Cortés, Eduardo Gallo e Ambel Posada
Dia 9: Corrida de Toiros – Toiros de Baltazar Ibán para José Pedro Prados “El Fundi”, Domingo López Chaves e César Jiménez
Dia 10: Corrida de Toiros – Toiros de Peñajara para Manolo Sánchez, Eugenio de Mora e Antonio Barrera
Dia 11: Corrida de Toiros – Toiros de Dolores Aguirre para Fernando Robleño, Mário Aguilar e Joselillo, que confirma a alternativa
Dia 12: Novilhada com Picadores – Novilhos de Montealto para Chechu, Rubén Pinar e Miguel Tendero
Dia 13: Corrida de Toiros – Toiros de Carmen Segóvia para Serafín Marín, Fernando Cruz e Pedro Gutiérrez “El Capea”
Dia 14: Corrida de Toiros – Toiros de José Luis Pereda para Luis Francisco Esplá, Luis Miguel Encabo e Antonio Ferrera
Dia 15: Corrida de Toiros – Toiros de El Pilar para Juan Bautista, Manuel Jesus “El Cid” e Alejandro Talavante
Dia 16: Corrida de Toiros – Toiros de Marques de Domecq para Rafaelillo, Iván Vicente e Javier Valverde
Dia 17: Corrida de Rejoneio – Toiros de San Pelayo para João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza e Andy Cartagena
Dia 18: Corrida de Toiros – Toiros de Samuel Flores para Luis Francisco Esplá, Pepín Liria e Serranito
Dia 19: Novilhada com Picadores – Novilhos de La Quinta para Daniel Martín El Payo e Pepe Moral
Dia 20: Corrida de Toiros – Toiros de Las Ramblas para Juan Bautista, Serafín Marín e Matias Tejela
Dia 21: Corrida de Toiros – Toiros de Alcurrucen para Enrique Ponce, Sebastián Castella e Joselito Adame
Dia 22: Corrida de Toiros – Toiros de Salvador Domecq para Ivan Vicentes, César Jiménez e Eduardo Gallo
Dia 23: Corrida de Toiros – Toiros de Victoriano del Rio para José António “Morante de la Puebla”, Julián López “El Juli” e José Maria Manzanares
Dia 24: Corrida de Rejoneio – Toiros de Flores Tassara para Álvaro Montes, João Moura Jr, Leonardo Hernández filho e João Moura Caetano
Dia 25: Corrida de Toiros – Toiros de Celestino Cuadri para Frascuelo, Ivan Garcia e Israel Lancho
Dia 26: Novilhada com Picadores – Novilhos de Guadaira para El Sombrerero, Juan Luis Rodríguez e José Manuel Mas
Dia 27: Corrida de Toiros (Corrida da Prensa) – Toiros de Fuente Ymbro para Miguel Abellán, Julián López “El Juli” e Miguel Angel Perera
Dia 28: Corrida de Toiros – Toiros de Valdefresno para José Ignacio Uceda Leal, Curro Díaz e Salvador Vega
Dia 29: Corrida de Toiros – Toiros de Palha para Luis Miguel Encabo, Luis Bolívar e Sanchez Vara
Dia 30: Corrida de Toiros – Toiros de Adolfo Martín para José Pedro Prados “El Fundi”, Javier Valverde e Alejandro Talavante
Dia 31: Corrida de Toiros – Toiros de Victorino Martín para Antonio Ferrera, Manuel Jesus “El Cid” e Domingos López Chaves
Dia 1 de Junho: Corrida de Rejoneio – Toiros de Fermín Bohórquez para Fermín Bohórquez, Pablo Hermoso de Mendoza e Diego Ventura
- FEIRA DE ANIVERSÁRIO –
Dia 3 de Junho: Corrida de Toiros – Toiros de Garcigrande para Julio Aparicio, Julián López “El Juli” e Sebastián Castella
Dia 4: Corrida de Toiros (Corrida de Beneficência) – Toiros de Nuñéz del Cuvillo para José António “Morante de la Puebla”, José Maria Manzanares e Cayetano Ordóñez, que confirma a alternativa
Dia 5: Corrida de Toiros – Toiros de Victoriano del Rio e Cortés para Javier Conde, José Tomás e Daniel Luque, que confirma a alternativa
Dia 6: Corrida de Toiros – Toiros de Nuñéz del Cuvillo para Manuel Jesus “El Cid”, Miguel Ángel Perera e Alejandro Talavante
Dia 7: Corrida de Rejoneio – Toiros de Los Espartales para Andy Cartagena, Diego Ventura e Sérgio Galán
Dia 8: Corrida de Toiros – Toiros de Santiago Domecq e Ana Maria Romero para José Ignacio Uceda Leal, Miguel Abellán e Matias Tejela
Dia 15: Corrida de Toiros – Toiros de Puerto de San Lorenzo para José Pedro Prados “El Fundi”, José Tomás e Juan Bautista

Foto enigmática.

Nem consigo comentar esta foto...
Caro leitor, dê-me uma ajuda e deixe a sua sugestão de comentário para esta foto.
É só clicar em "comentários" aqui em baixo.
O vencedor leva um beijo da gata da foto.